Aplicação Web + Javascript = Aptana Studio

Delphi, Dicas Blog, Ferramentas, JavaScript, Programação maio 10th, 2011

Se você desenvolve aplicações Web, em qualquer momento queira ou não, terá que desenvolver código Javascript. Com Javascript seu site ou aplicação web se transforma e ganha recursos que normalmente só conseguíamos em aplicações desktop comuns. Códigos HTML ou XHTML puros podem ser muito bem feitos, mas, sem uma “pitada” de javascript eles não conseguem oferecer uma interface realmente boa. Javascript roda em todos os browsers (alguns cuidados são necessários).

Há muito tempo atrás, em 2001, comecei a desenvolver uma nova versão da minha aplicação principal e, queria que rodasse em Linux e Windows, comecei a desenvolver em Delphi e Kilyx; não preciso dizer que não deu muito certo. Nem a Borland deu continuidade no Kilyx (esse estava muito longe de oferecer o que era prometido; embora algumas coisas funcionassem bem).

Se tivesse o conhecimento que tenho hoje naquela época teria desenvolvido em PHP (com isso não teria perdido tanto tempo).  Mas, dominava muito mais o Delphi e parti então para o velho WebBroker (na época, novo! rsrsrs). Não posso dizer que me arrependo, pois, a aplicação aconteceu e consegui realizar todas as minhas idéias; bem, quase todas, o servidor da aplicação tem que ser Windows, pois, as regras de negócio e serviços são compiladas em Delphi; mas, não importa, porque meu cliente pode trabalhar com ela em qualquer equipamento com um Firefox, Internet Explorer ou Chrome instalados.

Os clientes gostaram de ter um sistema fácil de manter e atualizar, mas, reclamavam da interface. No sistema antigo era mais prático!. A tela não precisava ser atualizada sempre…etc. Eu já sabia desses detalhes!. Mas, tinha que convencê-los que a Web era o futuro. É, agora é, certo?.

Mas, foi então que percebi que tinha que agilizar logo as novidades para a interface, mas, na época, Web 2.0 era uma promessa e, desenvolver código javascript puro, era coisa de maluco!. Bom, eu comecei a desenvolver mesmo assim.

A maior dificuldade era que não havia um editor de código javascript amigável. Trabalhei muito tempo com o “SciTe”, ao menos ele “colorizava” o código facilitando um pouco as coisas. Mas, estava longe do “code insight” do Delphi. Tomava um bom tempo “normalizar” o código.

Foi quando descobri o Aptana, o editor de códigos perfeito para javascript; contendo: colorização, code complection e até depuração de código integrados. No começo perde-se um tempo para se adaptar, mas, em seguida, fica tudo sob controle. Vida mais fácil!.

Hoje, não importa a linguagem que vou utilizar para criar meus serviços web (Delphi, .Net, Java, Ruby, etc). As aplicações cliente (a interface) sempre são construídas com código: html, xhtml, xml e  javascript. A imaginação (e o tempo é claro) se tornam o limite.

O mundo desktop, de uns anos para cá, saiu também daquela terrível plataforma cliente x servidor para se integrar à WEB; mas, ainda fico com os códigos que me permitem rodar a aplicação no navegador web, visto que não quero ter que me preocupar em instalar programas clientes em cada máquina do meu cliente novamente. Ou, pior, ter que apelar para “terminais server” ou outras caríssimas soluções. Arghhh!.

Dica: Além do javascript o Aptana permite gerenciar, muito bem, projetos: PHP, Ruby e Rails.

Tags: , ,

Migrando para a NFe 2.00

Dicas Blog, Informação dezembro 13th, 2010

Logo NF-eNesse artigo, publico uma resumo das principais alterações necessárias para adaptar o código da sua aplicação de forma a validar a nova versão do XML da NFe 2.00 (Nfe 2G) e também, cito algumas alterações importantes que deverão ser realizadas no código para o calculo de imposto conforme empresa optante pelo Simples Nacional. Na verdade, a maior alteração, no meu ponto de vista, foram as novas tags para implementar os novos códigos de tributação para as empresas optantes pelo “Simples Nacional”.

Caso ainda não tenha feito, baixe agora mesmo o “Manual de Integração do Contribuinte (v4.01)”; as alterações promovidas foram destacadas em azul ou vermelho.

Clique para continuar lendo “Migrando para a NFe 2.00″

Tags:

JEDI VCS – Controle de Versões

Código-Fonte, Delphi, Dicas Blog, Ferramentas, Open Source, Programação setembro 16th, 2010

Introdução

Tenho visto que muitos colegas não usam nenhum sistema de controle de versões; uns por acharem que é muito caro, outros muito difícil de implementar. Para quem usa o Delphi, por exemplo, existem algumas opções interessantes; sem nenhum custo e de fácil implementação.

Eu diria que, se vc. nunca usou um sistema de controle de versões, não sabe quanta dor de cabeça poderia ter evitado; Lembra aquele código que vc modificou, não deu certo e, quando vc. viu já era tarde para recuperar o antigo. Ou pior, seu computador deu problema (HD pifou, foi roubado, etc), backup desatualizado e dai?.

Um sistema integrado de “Controle de Versões” resolve todos esses problemas. Vou citar aqui o “JEDI VCS” cujo projeto está disponível no “sourceforge”. É muito fácil de instalar, eu uso com o meu banco de dados preferido, o Firebird.

JEDI VCS

O JediVCS versão 4.5 é a versão estável mais recente; a 2.5 está na Beta 3. Eu instalei o Jedi há alguns anos atrás e

Clique para continuar lendo “JEDI VCS – Controle de Versões”

Tags: , , ,

Smartphones x Twitter

Dicas Blog, Informação, Sem categoria fevereiro 8th, 2010

O Twitter, todo mundo já sabe, é uma das novidades mais adotadas e vem revolucionando a forma com que publicamos informações na Internet e, praticamente todos os navegantes já tem um endereço no Twitter, pretendem ter ou seguem alguém ou alguma Empresa ali. Mas, usar o twitter no computador apenas, não lhe permite aproveitar realmente a vantagem e a agilidade desse sistema; para ficar completo, vc vai querer ter acesso hà qualquer instante e de qualquer lugar; entra aí, o Smartphone.

Clique para continuar lendo “Smartphones x Twitter”

Delphi 2010, Problema com “encoding” usando TXMLDocument

Código-Fonte, Dicas Blog, Programação dezembro 17th, 2009

Estava recompilando alguns componentes do meu sistema, desenvolvidos originalmente com o Delphi 7 para o Delphi 2010, e percebi o seguinte erro ao tentar abrir um XML gerado pela aplicação compilada com o D2010 “caractere inválido encontrado no texto“.

Na verdade o XML contêm campos acentuados usando “ISO-8859-1″ e, após algum tempo perdido descobri que o código abaixo, embora estivesse correto não gerava o XML como deveria; ou seja, a propriedade “encoding” simplesmente não é adicionada (como deveria) no cabeçalho do XML. Isso não acontece no Delphi 7, por exemplo.

01 – Codigo que não funciona no Delphi 2010:

Clique para continuar lendo “Delphi 2010, Problema com “encoding” usando TXMLDocument”

Tags: , , ,

Lendo o XML gerado pelo WINMFD2 da Bematech

Código-Fonte, Dicas Blog outubro 16th, 2009

Para quem não conheçe o WINMFD2 é um utilitário da BEMATECH que pode ser usado para a captura da memória de fita detalhe do ECF que gera o arquivo em vários formatos; inclusive XML, o qual vamos usar de exemplo:

Vou usar como exemplo o XML abaixo (que é exatamente igual ao formato do XML gerado pelo WINMFD2):

01 – Exemplo XML gerado pelo utilitário WINMFD2:

< ?xml version="1.0"?>
<documentos>
<cupom_fiscal>
	<hora_inicio>15/10/2009 15:22:00</hora_inicio>
	<coo>0005</coo>
	<ccf>0009</ccf>
	<venda_de_item>
		<ordem>1</ordem>
		<codigo>0000000000001</codigo>
		<descricao>PRODUTO EXEMPLO 1</descricao>
		<quantidade>1</quantidade>
		<valor_unitario>2,34</valor_unitario>
		<valor_bruto>2,34</valor_bruto>
		<aliquota>FF</aliquota>
	</venda_de_item>
	<venda_de_item>
		<ordem>2</ordem>
		<codigo>0000000000002</codigo>
		<descricao>PRODUTO EXEMPLO 2</descricao>
		<quantidade>1</quantidade>
		<valor_unitario>2,34</valor_unitario>
		<valor_bruto>2,34</valor_bruto>
		<aliquota>FF</aliquota>
	</venda_de_item>
	<subtotal>4,68</subtotal>
	<acrescimo>0,00</acrescimo>
	<desconto>0,00</desconto>
	<total>4,68</total>
	<soma_pgto>4,68</soma_pgto>
	<troco>0,00</troco>
</cupom_fiscal>
<cupom_fiscal>
	<hora_inicio>15/10/2009 15:24:02</hora_inicio>
	<coo>0007</coo>
	<ccf>0010</ccf>
	<venda_de_item>
		<ordem>1</ordem>
		<codigo>0000000000001</codigo>
		<descricao>PRODUTO EXEMPLO 1</descricao>
		<quantidade>1</quantidade>
		<valor_unitario>2,34</valor_unitario>
		<valor_bruto>2,34</valor_bruto>
		<aliquota>FF</aliquota>
	</venda_de_item>
	<subtotal>2,34</subtotal>
	<acrescimo>0,00</acrescimo>
	<desconto>0,00</desconto>
	<total>2,34</total>
	<soma_pgto>2,34</soma_pgto>
	<troco>0,00</troco>
</cupom_fiscal>
</documentos>

Clique para continuar lendo “Lendo o XML gerado pelo WINMFD2 da Bematech”

Tags: , , ,

Interpretando o “layout” da NF-e a partir do Manual de Integração

Dicas Blog, Informação, Programação agosto 5th, 2009

Esse artigo tem por objetivo auxiliar no entendimento para interpretação da documentação da NF-e referente ao “layout” no Manual de Integração do Contribuinte. A idéia dessa matéria surgiu a partir de alguns colegas que visitaram o blog e, estavam com dificuldades em entender o conceito ali atribuído para a montagem do XML.

Vamos começar de “trás para frente”, na minha opinião, costuma ser sempre mais fácil ver o exemplo pronto e depois procurar entendê-lo. No exemplo abaixo destacamos apenas a parte do XML da NF-e correspondente aos dados dos produtos e totais da NF-e.

Vamos analisar o mesmo trecho na documentação do Manual de Integração e entender o posicionamento/agrupamento das “tags” dentro do XML.

Veja abaixo um Exemplo de Parte do XML de uma NF-e (detalhes produto/totais NF-e).

Clique para continuar lendo “Interpretando o “layout” da NF-e a partir do Manual de Integração”

Tags: , ,

Videos de Treinamento x YouTube

Código-Fonte, Dicas Blog, Programação abril 24th, 2009

Na matéria CamStudio, crie seus vídeos de treinamento; falamos em criação de vídeos usando uma ferramenta open source (CamStudio). Mas, após criar os vídeos, qual a melhor maneira de distribuí-los?. Os vídeos normalmente ultrapassam facilmente a barreira dos 100MB (cada um) e, não é nada prático ficar distribuindo isso cliente por cliente; na verdade, muitas vezes desisti de fazê-lo porque não via uma forma de distribuição que fosse viável.

Surgiu o YouTube!!! (novidade né, rsrsrs). Mas, o que vou falar agora pode ser novidade para alguns. Repare que vc pode distribuir os seus vídeos de treinamento no YouTube e personalizar o seu sistema, usando uma API de programação disponibilizada pela Google para criar sua própria interface e trazer os seus vídeos na tela do seu sistema; tipo (Menu Ajuda/Videos de Treinamento).

Clique para continuar lendo “Videos de Treinamento x YouTube”

Tags: , ,

Node32 + Apache = Problemas

Dicas Blog, Informação abril 15th, 2009

Recentemente tivemos problemas em um cliente, onde o servidor Apache parava de funcionar constantemente e isso, coincidentemente, após a instalação de uma revisão (dorme com o barulho). Como havíamos acabado de instalar a revisão, a suspeita é que fosse algum erro na instalação ou até algum problema referente novos recursos implementados.

Clique para continuar lendo “Node32 + Apache = Problemas”

Tags: , ,

CamStudio – Crie seus vídeos de Treinamento

Dicas Blog, Open Source, Videos março 31st, 2009

Quem desenvolve, sabe que cada vez mais, vamos ter que agilizar e aprimorar os métodos de treinamento, os programas hoje evoluem de forma muito rápida e, aqueles antigos manuais impressos já não dão conta do recado; alêm de que, sabemos que os usuários em geral não têm costume de se reportar à esses manuais.

Clique para continuar lendo “CamStudio – Crie seus vídeos de Treinamento”

Tags: , ,